terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Meu MUNDO caiu!!!

Depois de uns pouquíssimos dias curtindo a MAROLA (bem que esses dias podiam ter se prolongado um pouquinho mais, tipo uns SEIS meses pelo menos), eu estou de volta aqui na BlogosFERA.
.
E ontem eu descobri uma coisa...
.
Eu sei que vocês não vão acreditar mas...
..
EU sou a MAYSA!!!
.

Maysa nasceu em 6 de Junho de 1936, bem que poderia ter sido no dia 6 de JULHO como euzinho aqui, né, teria mais a ver com o estilo Maysa de ser: Canceriana & Brejetariana... Pronto, tipo nome de turnê como Stick & Sweet, hahaha!!!

..

Como bem diZ a chamada da tal minessérie global, de autoria do Tio Maneco, Maysa "é intensa, ousada, visceral, apaixonada..."
.
E ainda bebe feito uma doida, detona um bom whisky cowboy no GARGALO, toca o puteiro das famílias quatrocentonas de Sampa sem se importar com o que vão falar sobre ela no dia seguinte...

Mas ela não se faz de modesta.
Ela é talentosa...

Ela NÃO precisa da grife Matarazzo.

Porque ela é MAYSA e só isso BASTA!!!
.
Afinal de contas, como gostava de brincar um grande amigo meu (frase que eu até coloquei na boca do personagem Arthur na minha peça "Sem GELO"): "os bons NÃO precisam ser MODESTOS".
.
"Ne me quitte pas
Il faut oublier
Tout peut s'oublier
Qui s'enfuit déjà"
.
E apesar de curtir muito Maysa, eu sempre soube muito pouco da vida dela.

A única coisa que eu li sobre ela tá no livro "Chega de SAUDADE", um livro-reportagem que não é especificamente sobre a Maysa, mas fala dela sim, até pq o tal livro fala sobre as maiores estrelas da Bossa Nova e Maysa foi uma delas, apesar de ser + conhecida como a MUSA da velha e boa FOSSA (rótulo que ela dizia que ODIAVA mas não fazia o menor esforço pra se livrar dele).

E o que eu li sobre Maysa nesse livro do Ruy Castro (aliás, um livro-reportagem beeem legal, com uma linguagem beeem descolada, fluída, do caralho) me fez gostar dela MAIS ainda do que eu já gostava.

Um dos capítulos do livro conta como a Maysa conheceu o jornalista, compositor e produtor musical Ronaldo Bôscoli, uma das paiXões + avassaladoras de sua VASTA listinha de conquistas...

E esse fato é de certa forma engraçadíssimo, mostrando toda a dimensão da personalidade IMPETUOSA de Maysa.


Na ocasião, Ronaldo Bôscoli estava namorando a comportada Nara Leão (já tinham até trocado alianças) e Maysa foi logo catando o moço pra sua rica CAMA (falando nisso, ouvi diZer que, nessa minissérie do Manoel Carlos, Nara Leão será POUPADÉRRIMA e vão colocar uma outra "personagem" pra substituir a "princesinha" da Bossa Nova).
.
Por sinal, era o showman Luis Carlos Mièle quem dizia que o Ronaldo Bôscoli era tipo o sabonete das ESTRELAS pq, além de Maysa e Nara Leão, o cara ainda PEGOU a Elis Regina, a Betty Faria, a Joana Fomm, entre tantas outras e + outras famosas.

Claro que entre a porralouca, a barraqueira, a cachaceira, a descompensada, a obesa da Maysa e entre a meiga, a angelical, a gracinha, a equilibrada, a magérrima da Nara Leão, Bôscoli queria continuar pagando de bom moço ao lado da SEGUNDA (até pq talentosas e conhecidas no meio musical as duas já eram, nééé).

Mas - creio eu - a verdade é que ele não conseguiu resistir e nem se livrar do BOQUETE de Maysa.

E o livro conta que Bôscoli acompanhou Maysa num show que ela fez, se não me engano, em Buenos Aires ou Punta del Este (enfim, não me lembro agora, mas foi num desses lugarejos vizinhos do Brasil).

Enquanto Bôscoli curtia Maysa sem MODERAÇÃO, todo mundo achava que ele só a acompanhava em seus shows porque tava pagando de produtor dela.

Na real, ele queria mesmo era continuar namorando a DOCE Nara enquanto mantia um caso com a eXuberante Maysa (isso mesmo, pro Bôscoli a Nara era a mulherzinha perfeita pra CASAR e Maysa era a gata ideal pra uma boa TREPADA).
.
Foi aí que Maysa descobriu tudo e fez a linha "ou EU ou ELA".

E como Bôscoli não conseguia se decidir com quem queria ficar de fato (com ctz por causa do BOQUETE da eX-Matarazzo, creio eu, já disse isso), Maysa aprontou uma com ele.

.
Maysa telefonou pra toda a imprensa CARIOCA dizendo que ia chegar no Rio, depois da tal turnê pelos países vizinhos, com o seu futuro MARIDO.

Como Maysa era a CELEBRIDADE do momento, toda a IMPRENSA ficou em POLVOROSA querendo saber quem era a tal CRIATURA que tava comendo ela.

E Bôscoli, claro, nem desconfiava da TRAMA.

Quando chegou o tal dia anunciado pra imprensa em geral, eis que Maysa e Bôscoli chegam no aeroporto do Galeão e, para a total surpresa do jornalista e compositor de "O Barquinho", ele só viu os milhares de flashs dos seus amados coleguinhas de notícia enquanto Maysa posava de noivinha inocente.

No dia seguinte tava ele lá, juntamente com Maysa, estampado em tudo que era CAPA de jornal anunciando o CASAMENTO do ANO.

Nara Leão, óbVio, não quis mais ver o Ronaldo Bôscoli nem pintado e bordado com cristais SWAROVSKI, daí foi quando o cineasta Cacá Diegues entrou em cena e fez aquela conhecida linha CONSOLO com a pobre cantora, se casando logo depois com a irmã preferida de Danusa.

.
Outra coisa que lembro nesse livro do Ruy Castro é que ele conta que Maysa bebia tanto que, algumas vezes, ela fez seus shows totalmente amarrada num PIANO pra não "TOMBAR" de veZ...

E que ela vivia fazendo plásticas e se empanturrando de inibidores de APETITE (viu, Maysa sou EU mesmo, não disse) pra não engordar mais ainda, além de adorar fazer um strip-tease quando eXagerava na BREJA (ou seja, praticamente a tooodo instante).

Ah, foi nesse livro-reportagem do Ruy Castro que eu tb li que alguém disse - não lembro se foi o grande poeta Manuel Bandeira - que os OLHOS de Maysa eram dois OCEANOS não PACÍFICOS (bela definição, arrasô!!!).


Sobre a minissérie "Maysa - Quando fala o coração", protagonizada pela pouco conhecida e bastante convincente Larissa Maciel, eu até que achei o primeiro capítulo meio MORNO e até, de certa forma, beeem DIDÁTICO (o que é compreensível, pois não é todo mundo nesse país que aprecia boa música e, consequentemente, conhece a cantora Maysa).

Por outro lado, eu adooorei a CENA gravada na PONTE Rio-Niterói.

A direção de ARTE foi impecável nessa cena, pois todos os automóveis que trasitavam na ponte eram típicos da época em que a cantora se acidentou, ou seja, em 1977 (será que a Globo mandou "fechar" aquela ponte gigantesca pra tal ceninha ou foi tudo truque de computador???).

De qualquer forma a cena foi perfeita, rica em detalhes, com uma qualidade inquestionável.

O acidente no carro de Maysa então... Meeega REALISTA!!!

Outro ponto alto foram as imagens gravadas na bela e romântica Veneza.

Até pq Veneza é Veneza e o resto é o Tietê!!!


E, pra deixar bem claro que a coisa é FICÇÃO (mesmo sendo baseada em PESSOAS e FATOS reais), ainda teve aqueles fogos de artifícios no debut da jovem Maysa, formando os belos OLHOS dela no céu (adoreiiii, pois ficção é isso, tem que ir bem além dessa realidade de todo santo dia, ultrapassar o previsível).

Outra CENINHA muito boa foi aquela em que Maysa entra gloriosa no Golden Room do Copacabana Palace usando um ÓCULOS escuro incrível e diZendo pro tal André Matarazzo que "uma ESTRELA de verdade NUNCA mostra seus olhos depois de uma noite mal-dormida" (HAHAHA, muito FRESCA essa Maysa, não???).

Ah, todo mundo já sabe que essa minessérie é dirigida pelo Jayme Monjardim, único filho de Maysa, ele que será interpretado pelos próprios filhos (Jayme Matarazzo e Andrezinho Monjardim, este segundo um fruto da relação do diretor com a atriz Daniela Escobar, uma criança super FOFA com quem eu sempre brincava de frescobol durante a gravação de um filme que eu nem me lembro + do nome e que teve o litoral maranhense como cenário).

Legal tb é o elenco dessa competente minessérie, muito bom mesmo, com atores super FERAS do nosso TEATRO (finalmente a GLOBO se deu conta de que os nossos atores teatrais são beeem + talentosos e preparados que as namoradinhas dos seus diretores, nééé).

"Oração para um Pé-de-CHINELO"

Entre eles estão o Marat Descarte e a ótima Denise Weinberg, que interpreta a poderosa e conservadora matriarca dos Matarazzo.

Aliás, eu lembro que vi Marat e Denise juntos lá no Espaço dos Parlapatões protagonizando a peça "Oração para um Pé-de-Chinelo" (de autoria do grande mestre Plínio Marcos) juntamente com o Norival Rizzo, cada um melhor que outro em atuações brilhantes (Denise até faturou o APCA e o Shell de Melhor Atriz por seu trabalho nessa peça).

E “Maysa – Quando Fala o Coração” tb conta com a Priscila Rozenbaum no seu eXcelente casting, ela que é uma atriz que arrasou e faturou todos os prêmios de CINEMA naquele filme do Domingos de Oliveira, o tal do "Carreiras", onde ela interpreta uma jornalista cheiradééérrima numa noite de FÚRIA.

Tb é a Priscila quem apresenta aquele programa do Canal Brasil (canal 66 da Net) que eu acho do CARALHO, onde ela entrevista uns carinhas que não perdem tempo e estão fazendo a diferença no campo artístico desse nosso país fodido que não valoriza a cultura nem fodendo.

Acho até que é a personagem da Priscila Rozenbaum quem diz que Maysa sofre de uma DOENÇA chamada EXCESSO.

..
E "Maysa - Quando Fala o Coração" é uma minessérie pra quem gosta mesmo de boa MÚSICA.

Ou seja: é pra pouquíssimos.

E, além do mais, é pra quem gosta de música BRAZUCA, o que aqui em Sampa é algo (pelo menos eu acho) beeeeeeeeeeeem restrito, até pq a maioria da moçada daqui (eu disse a MAIORIA, não tô dizendo todo MUNDO dessa cidade de população incontável) adooora pagar pau pra gringo, tudo é música de gringo e não sobra pra mais ninguém (alguém daqui até já me disse que NÃO curte o Cansei de Ser Sexy - apesar de LovefoXXX e CIA estarem bombando na gringa - só pq a tal banda é bruZiquinha).

Enfim, vai entender...

Mas eu, que não sofro nenhum pouco desse "CompleXo de COLONIZADO", adooooooooooooooooooro Música BraZuca (como tb curto música BOA dos EUA, da França, da Inglaterra, do Marrocos, da Índia e de qualquer lugar com música de qualidade) que FERVE horrores no meu som (nesse mês eu até cheguei a pagar uma MULTA no prédio onde eu moro por causa do meu SOM sempre no TALO).
.
Aliás, se a molecadinha EMO de hoje conhecesse melhor artistas braZucas das antigas como Maysa e Angela Rô Rô, entre outras cantoras-BOMBA, iria achar as estripulias de Amy Winehouse coisinhas de monge ZeN daqueles beeem ZeN graça.
.
. ..
E se eu bem me lembro de um passado um tanto quanto REMOTO, posso me recordar agora que eu adooorava sair pela night com a voz de Maysa estourando no CD-Play do meu CARRO.

Lembro que esse CD nem era meu, era de um querido e folclórico amigo, e que nele, óbVio, tinha a já clássica "Ne Me Quite Pas" e uma outra canção francesa traduzida para o português que diz: "palavras, palavras, palavras..."

Tb lembro que esse CD de Maysa representava a SENHA pra uma noitada de muuuuuuuuuuuuita CACHAÇA & FOSSAS nada NOVAS...

Enfim, tudo como manda o figurino de alguém que NÃO veio pra essa VIDA pra ser um ser "quietinho"... ZeuS que me LIVRE & GUARDE & PROTEJA desse FIM insosso!!!

Mas eu tb não pretendo ter o mesmo fim da Maysa, morta num acidente naquela ponte que treme, dentro de uma Brasília Azul Celeste.

Nãããooooo, nunca, jamé!!!
.
Se é pra morrer então que seja como a diVa Isadora Duncan.
.
Acho que todo mundo sabe que a bailarina ISADORA DUNCAN, aquela mesma que revolucionou a arte da DANÇA, morreu tragicamente quando dirigia pelo litoral de Nice, na França, e o seu caríssimo echarpe de pura SEDA ficou preso nas rodas de seu carro conversível enforcando assim a diVa num THE END cinematográfico digno de uma ESTRELA de verdade. E todo mundo tb já ouviu alguma coisa sobre aquela história de que a Isadora teve um tórrido caso de AMOR com a consagrada atriz Eleonora Duse. Enfim, Isadora Duncan era babadeira e fervida. Portanto, muuuitos APLAUSOS pra ELA que soube VIVER & DANÇAR & CAUSAR & REVOLUCIONAR & MORRER, fazendo tudo isso em grande estilo!!!
...

Um comentário:

marcos roberto disse...

Pois é...Eu particularmente SEMPRE AMEI a Maysa. E tava meio pé atrás com a mini-série escrita pelo Manoel Carlos. Mas ele acertou em cheio na forma, (adoro a escolha pelos flashs backs inesperados que ela faz em momentos de devaneio) e na construção das personagens. Sobre a música fossa...Quem nunca ouviu ou curtiu uma fossa a la Angela Ro Ro ou Maysa... não sabe o que tá perdendo... hehehehehe